sábado, 8 de agosto de 2009

Morreu Raul Solnado

O actor Raul Solnado morreu hoje às 10h50 aos 79 anos na sequência da evolução de um quadro clínico Cardio-Vascular grave, informou o hospital de Santa Maria, em Lisboa
A direcção clínica do hospital Santa Maria confirmou, esta manhã, a morte do actor Raul Solnado, na sequência de um quadro clínico cardio-vascular «muito complicado».
O actor faleceu aos 79 anos.
Raul Augusto Almeida Solnado, nasceu a 19 de Outubro de 1929, foi humorista, apresentador de televisão e actor.
Até à sua morte foi director da Casa do Artista, sociedade de apoio aos artistas situada em Carnide, Lisboa, que fundou juntamente com Armando Cortez, entre outros.
Solnado começou a trabalhar em 1947 no teatro amador, na Guilherme Cossul - uma colectividade que nunca esqueceu.
Em 1952 estreou-se profissionalmente num show no Maxime e a partir daí não mais parou: opereta, revista, teatro clássico, cinema, televisão.
Fazendo rir e pensar.
O grande salto deu-se na década de 60: o monólogo A Guerra de 1908, estreado em Outubro de 1961, cedo passou a ser a guerra do Solnado.
Oito anos mais tarde, em 1969, com Carlos Cruz e Fialho Gouveia apresentou na RTP um programa inovador que se tornou um marco na programação televisiva: o Zip-Zip.
Na década de 60 criou de raiz e dirigiu o teatro Villaret.
Lusa / SOL

Um comentário:

  1. Cresci a sorrir com este grande artista. A sua obra ficará para sempre

    Bjs

    ResponderExcluir